Não Deixe Rastros

Não Deixe Rastros (1)Este é o primeiro de uma série de artigos que serão escritos para conscientizar os escaladores sobre o impacto que a escalada causa na natureza e no ambiente outdoor e como minimizar e prevenir tais impactos. O pedido para que a Associação fizesse campanha de conscientização surgiu dos próprios associados. Juntos vamos mais alto! 

Neste primeiro artigo abordaremos os famosos 7 princípios conhecidos por Não Deixe Rastros (Leave No Trace).

Não Deixe Rastros (Leave No Trace)

Como começou:

No pós Segunda Guerra Mundial, os frequentadores do ambiente outdoor começaram a se orgulhar de suas habilidades de viver dos recursos que as áreas selvagens forneciam e defender princípios relacionados ao mínimo impacto no ambiente. Não Deixe Rastros começou entre as décadas de 1960 e 1970, nos Estados Unidos, mesma época em que houve um grande aumento no interesse turístico das áreas selvagens muito ligado ao desenvolvimento de equipamento outdoor recreacional como fogareiros a gás, tendas sintéticas e sacos de dormir. Por tal razão, diversos órgãos americanos começaram a divulgar princípios para educar os visitantes sobre mínimo impacto.

Organização:

Desde 1994 existe uma organização sem fins lucrativos chamada Leave No Trace Center for Outdoor Ethics, conhecida por Leave No Trace, para educar as pessoas sobre o impacto de atividades ao ar livre e ensiná-las como prevenir e minimizar tais impactos.

Os princípios:
  1. Planeje com antecedência e se prepare: pessoas mal preparadas, quando se deparam com situações inesperadas, muitas vezes recorrem a soluções de alto impacto que degradam o ambiente ar livre ou colocam-se em risco. O planejamento adequado leva a um impacto menor.
  2. Viaje e acampe em superfícies duradouras: danos à terra ocorrem quando a vegetação de superfície ou comunidades de organismos são pisoteadas além do que podem ser reparadas. A área estéril resulta em trilhas e campings inutilizáveis e erosão do solo.
  3. Correto descarte de resíduos: embora a maior parte do lixo descartado no ambiente ao ar livre não seja significativo em termos de saúde ecológica de uma área no longo prazo, eles são considerados pelos frenquentadores dos ambientes ao ar livre como um grave problema. O lixo tem um impacto social que pode prejudicar o aspecto natural de uma área. Além disso, quem frequenta os ambientes ao ar livre gera resíduos que requerem um descarte apropriado.
  4. Deixe o que encontrou: Não Deixe Rastros encoraja as pessoas à minimizar as alterações no ambiente ao ar livre, como cavar buracos, martelar pregos em árvores, limpar permanentemente uma áreas de suas pedras e galhos e remover itens.
  5. Minimize o impacto com fogueiras: porque a naturalidade de muitas áreas foi degradada pelo uso excessivo de incêndios, Não Deixe Rastros te ensina a procurar alternativas às fogueiras ou usar fogo de pouco impacto.
  6. Respeite a vida selvagem: minimize o impacto sobre a vida selvagem e sobre os ecossistemas.
  7. Respeite outros visitantes: fique em silêncio e siga as regras de etiqueta ao ar livre para manter uma atitude de mínimo impacto aos outros visitantes.

É muito comum ver os sete princípios adaptados para diferentes modalidades outdoor.

Fonte:

Penhasco, Mambaí (GO)

 

PENHASCO (2)

Mambaí, cidade em Goiás, tem muito potencial de escalada. Até o momento dois picos de escalada estão sendo explorados e desenvolvidos com o apoio da Associação. Os picos são Penhasco e Itaguassú. Para o Penhasco, cujo único setor aberto até o momento, também chamado Penhasco, nós já fizemos o croqui. Não sabe para onde ir em sua próxima trip de escalada? Chega em Mambaí e kmon!

Croqui: Penhasco – Setor Penhasco

Cidade próxima: Mambaí, GO;

A pedra: Calcário;

Tipo de escalada: Vias esportivas;

Quantidade aproximada de vias: 8;

Graduação: vias entre 5º sup e 8º grau;

Setor: Penhasco;

Importante! Para escalar no Penhasco é necessário avisar o proprietário pelo telefone (62) 9967-4893 ou pelo e-mail: contato@cerradoaventura.com

 

Reunião AEP – Junho

aep apresenta (7)

 

O quê? Reunião da AEP de junho.

Quando? Quarta-feira, 24.6.2015.

Onde? Restaurante Chaminé (CLN 402, Bloco A, esquina).

Pauta?

1. Belchior;
2. PEP (Cocal);
3. Número de associados;
4. Chapada dos Veadeiros;
5. GT de Segurança;
6. Muro da UnB;
7. Demandas da AEP;
8. Informes gerais.